Mães de Minas: programa garante cuidado das crianças e mães

Ação Política — 9 de agosto de 2011 18:01
 

O cuidado da gestante e do bebê, desde o início da gravidez, até o primeiro ano de vida da criança é o foco do novo programa do Governo de Minas, lançado hoje (09), em Belo Horizonte, o Mães de Minas.

A deputada estadual Luzia Ferreira (PPS), participou do lançamento e destacou a importância do projeto. “Como integrante do Comitê Estadual de Prevenção da Mortalidade Materna em Minas Gerais parabenizo o governo do estado pela ampliação do programa Rede Viva Vida, com o atendimento às gestantes e crianças de todo estado, desde a descoberta da gravidez, o pré-natal até o pós-parto, com um atendimento cuidadoso aos primeiros anos de vida da criança”, afirma.

Clique aqui e conheça o Mães de Minas

O principal objetivo deste projeto é reduzir a mortalidade infantil e materna em Minas Gerais. Para isso será criado um sistema para identificar 100% das gestantes e implantar uma central de atendimento telefônico, que atende pelo número (155), visando o monitoramento da gravidez, do nascimento e do desenvolvimento de todas as gestantes do estado. Mesmo as mulheres que não utilizam o SUS, estarão registradas no sistema.

“Lançar o Mães de Minas, mais que um momento de alegria, é um desafio. O projeto é monumental em seus números. É uma ousadia, mas temos de fazê-lo. Se não tivermos informações precisas da condição de cada uma, não poderemos estar ao seu lado para ajudar. O Governo sozinho não consegue realizar as diversas missões que tem. Por isso, tentamos a Gestão para a Cidadania, que tem por foco a participação efetiva do cidadão como coexecutor dessas políticas públicas. Assim foi no Aliança pela Vida, no combate às drogas, e é também no Mães de Minas”, disse o governador em seu pronunciamento, durante o evento.

O conjunto de ações visa garantir a proteção social às gestantes e crianças de risco por meio da mobilização e do estabelecimento de parcerias com setores governamentais e entidades da sociedade civil. Prevê, ainda, a garantia da assistência efetiva nos vários momentos da vida do bebê e da gestante, desde acompanhamento por meio da inserção na rede de atenção e a gestão dos sistemas de apoio diagnóstico e logístico.

De acordo com o ministro da saúde Alexandre Padilha, que esteve presente no evento, “Minas Gerais é um estado acolhedor que está sempre em busca da defesa da família. Minas é uma terra fértil”, elogia o ministro.

O Mães de Minas está inserido a outro projeto do governo, o Viva Vida, criado em 2003 e que, também, traz o cenário da mortalidade infantil e materna como tema das suas ações.

 

 

 
Tags: ,

1 Comentário

  1. Juliana Oliveira da Silva Zuddio disse:

    ESTE NOVO PROGRAMA IRA INSENTIVAR,AS GESTANTES QUE MUITAS DAS VEZES SO BUSCAM ATENTIMENTO QUANDO VAO GANHAR A CRIANÇA,FOI O QUE ACONTECEU COM UMA COLEGA MINHA ,AGORA ELA ESTA NA SEGUNDA GESTAÇAO E DES DO INICIO PROCUROU ATENDIMENTO.EU TAMBEM ESTOU NA MINHA QUARTA GESTAÇAO,POR NAO TER TIDO CERTAS INFORMAÇOES POR NAO TER FEITOS OS EXAMES DE ROTINA DE PRE NATAL EU TIVE ABORTO ESPONTANEO NAS TRES VEZES ,AGORA NESSA ESTOU TOMANDO TODOS OS CUIDADOS,MAS ATE DO QUE O NECESSARIO,AGORA ESTOU TENDO A OPORTUNIDADE DE FAZER O PRE NATAL DE ALTO RISCO NA MATERNIDADE TEREZINHA DE JESUS QUE FICA NUMA CIDADE PROXIMA A MINHA,E EU CONCERTEZA IREI PROCURAR UM MEIO DE ME INCREVER POIS ESTOU NO QUARTO MES DE GESTAÇAO.MAS UMA VEZ VCS ESTAO DE PARABENS!!!!!!!

Comente essa matéria